Mestre perfumista que recebeu o prêmio Lifetime Achievement pela The Fragrance Foundation NY em 2018

 

Perfumes correm nas veias do mestre Olivier Cresp!

Filho e neto de comerciantes de ingredientes naturais da região de Grasse, berço da perfumaria, viu na carreira de perfumista um caminho natural a seguir (sua irmã é também perfumista, Françoise Caron). Apesar de ter nascido e crescido na região de Grasse, foi quando mudou-se para os Estados Unidos, na década de 70, que tudo realmente começou. Estudou matérias-primas e aromas na Biddle Sawyer, depois atuou na Quest e está na Firmenich desde 1992, mesmo ano que Alessandra Tucci, fundadora da Perfumaria Paralela, começou a trabalhar na Firmenich Brasil.

Acompanhe com exclusividade o resultado dessa especial entrevista.

 

1. Qual é o seu papel como Mestre Perfumista? Conte-nos um pouco sobre o seu dia-a-dia, sobre suas principais responsabilidades e desafios.

O título de Mestre Perfumista concedido pela Firmenich reconhece a criatividade, sucessos mundiais e o comprometimento de um profissional de acordo com os valores centrais da empresa. Também é um papel-chave do Mestre perfumista o treinamento e o passar de ensinamentos aos jovens perfumistas, a próxima geração que garantirá o futuro de sucesso da Firmenich. Eu gosto de compartilhar minha experiência com eles e de ouvir suas ideias. Eu fico muito feliz em ver o desenvolvimento e sucesso de profissionais que eu tive a oportunidade de conviver e transmitir o que sei.

Meu trabalho como perfumista envolve acima de tudo o compartilhar e a paixão. Eu geralmente começo o dia com um momento dedicado a cheirar ingredientes naturais ou sintéticos, apenas para abrir minha mente e buscar inspiração. Meu tempo é dividido entre a criação de novas fórmulas com meus assistentes, com as equipes de desenvolvimento da Firmenich e com clientes. Cada projeto é um novo desafio. Esta é a parte emocionante na vida de um criador. Meus dias nunca são iguais e sempre me trazem novas inspirações. Assim que tenho uma ideia em mente, meu objetivo é traduzi-la de maneira original, única.

2. O que você mais ama desse universo das fragrâncias?

Fazer as pessoas sonharem, despertar emoções que as levem a outros lugares!

3. Você está na Firmenich há 26 anos, quais seriam os grandes marcos de sua carreira ao lado desta marca? E como acompanhou as mudanças culturais e comportamentais em todos esses anos?

A Firmenich é reconhecida como a casa de perfumaria da inovação e os nossos principais diferenciais são os três pilares do nosso legado: Inovação, Criatividade e Responsabilidade. Temos o compromisso de colocar nossa inovação de ponta para trabalhar, a fim de desenvolver produtos e recursos que atendam a alguns dos maiores desafios do mundo atualmente. Eu sempre serei grato aos mais memoráveis e singulares momentos que compartilhei com meus colegas da Firmenich, por ganharmos projetos incríveis no final de batalhas apaixonadas. Fui nomeado Mestre Perfumista em 2006 e também fui homenageado com o título de Chevalier des Arts et des Lettres (Cavaleiro das Artes e das Letras) do Ministério da Cultura Francês em 2012. Esses reconhecimentos aprofundaram ainda mais minha responsabilidade em relação à visibilidade e reputação da Firmenich e aos nossos valores mais profundos.

4. Com tantos sucessos na sua carreira, você vê um estilo “Oliver Cresp” de criar? É possível estabelecer métodos em seus projetos, depois de tantos anos de trajetória, eles já seguem uma estratégia comprovada que têm mais chances de dar certo? É possível chegar perto desse lugar algum dia?

Desde que desenvolvi a minha memória olfativa, me apaixonei pela perfumaria, e eu estou sempre em busca da beleza, de uma certa estética. Uma vez encontrada essa estética, eu sempre me concentro em sua potência e em seu inesquecível rastro. Eu admito que tenho um estilo muito minimalista. Todos os dias tenho a liberdade de criar a partir de uma paleta de 400 ingredientes, mas prefiro usar apenas 20-30 deles para compreendê-los mais profundamente e, por isso, posso manejá-los mais facilmente se for necessário! Como um pintor ou um compositor, eu poderia colocar infinitos retoques nas minhas fragrâncias, já que a criação é um trabalho sempre em progresso. E isso é muito bom, pois é o que nos leva a superar a nós mesmos e a nos esforçar continuamente para criar as mais belas fragrâncias.

5. Como “preparar” alguém para ser como você? Há muita curiosidade em saber como é a vida de um mestre perfumista… estudos, inspirações, referências, quais são as fontes que o alimentam? E por onde um iniciante pode começar?

Primeiro, um perfumista tem que ser apaixonado e paciente. Você tem que trabalhar por pelo menos 10 anos para se tornar um. Isso requer muito tempo e um senso de humildade e sabedoria. Eu me preparo praticando esportes como uma rotina diária, sempre mantendo um estilo de vida saudável. Correr reproduz perfeitamente o treinamento contínuo que experimentamos em projetos de longo prazo. O mar, o céu e a terra me alimentam como fontes de inspiração, alinhadas com as referências de minha vida.

6. Hoje as pessoas estão conversando, discutindo sobre fragrâncias. Existem muitos cursos, museus, oficinas… Os consumidores têm mais informações antes de comprar uma fragrância. Como isso influencia sua rotina como profissional criativo da indústria de perfumaria?

Eu gosto de fingir que sou um sociólogo. Observar os comportamentos dos consumidores enquanto escolhem uma fragrância definitivamente orienta o meu trabalho. Não há melhor prática para mim do que entender suas expectativas e o que mais lhes traz felicidade.Hoje em dia, podemos ver que os consumidores estão cada vez mais interessados em como a fragrância é composta, quais ingredientes são usados e toda a história por trás dela. Estão interessados na origem das matérias-primas e em seus perfumistas. Com a globalização, as fragrâncias precisam ser amadas por muitas pessoas, de diferentes culturas. Este é um grande desafio e estímulo para os perfumistas.

7. Você pode compartilhar uma história dos bastidores de uma de suas criações? Angel, Light Blue, Nina, Black XS…

Confesso que gosto muito da história do Angel, pois incorpora os principais desafios da criatividade. No começo, a receptividade com o Angel foi um pouco tímida. Foi literalmente um UFO (sigla em inglês para Objeto Voador Não Identificado). Em novembro de 1992, a equipe de Mugler queria iniciar a distribuição muito lentamente para melhor explicar essa nova ideia olfativa ao consumidor. No mercado americano, inicialmente o Angel foi vendido em apenas 100 lojas. Mas o mais incrível foi que rapidamente se tornou o best-seller em todos os lugares em que foi vendido! Alcançou o ranking número um em todas e cada uma das lojas! No início, foi vendido em perfumarias criativas específicas, onde os vendedores eram mais experientes e a fragrância era bem explicada aos consumidores. Um ano depois, a marca decidiu vendê-lo em todo o mundo. Eu me sinto orgulhoso de ter criado um marco da perfumaria que abriu a família gourmand e ainda mais de ver essa tendência durar tanto tempo. Eu me sinto muito feliz por esta criação única ter inspirado tantas fragrâncias brilhantes no novo gênero, o gourmand.

8. Como se sente ao olhar para a sua carreira e ver tantos prêmios e reconhecimentos como o mais recente da The Fragrance Foundation NYC?

Receber o Lifetime Achievement Award da The Fragrance Foundation é uma grande honra, o mais alto reconhecimento de criatividade e sucesso. Sinto-me muito grato e extremamente feliz por ser reconhecido pelos meus colegas. Esta é, sinceramente, uma chance maravilhosa de fazer parte deste incrível e especial mundo da Perfumaria. Eu nunca sonhei que poderia alcançar tamanha performance enquanto jovem perfumista, e percebo que isso não se tornaria uma realidade sem a expertise e os valores da Firmenich. Este prêmio prova a importância de se ser criativo e isso me faz sentir muito orgulhoso e realizado. Certamente me encoraja a continuar a surpreender ainda mais a indústria nos próximos anos, fazendo criações de sucesso e até mesmo tentando abrir novamente uma nova família olfativa!

Dia Dipasupil/Getty Images for The Fragrance Foundation

9. É um novo momento para a definição de gênero na sociedade, há mais fluidez entre os gêneros. Se você não precisa pensar sobre a marca, como você traduziria olfativamente uma fragrância sem gênero?

Quando eu crio uma fragrância, tenho uma ideia criativa em mente, então eu gosto de poder contar isso como história através de um perfume. Mas quem quer que use a fragrância é livre para ouvir essa história, ou então imaginar como achar melhor. Nesse caso, a criação pode ser percebida mais como sugestiva do que narrativa. Seja uma fragrância sem gênero ou não, o importante é a liberdade: eu não crio uma fragrância para apenas um homem ou uma mulher em particular, mas para todas as mulheres ou homens que se sensibilizarem por ela.

10. Vemos uma grande volta à essência da perfumaria, um retorno a Grasse, o retorno dos perfumistas in house, uma busca crescente por ingredientes naturais, por ingredientes sustentáveis, e os perfumistas são mais evidentes do que nunca. Como você vê esse novo momento? O que mudou na sua rotina? E o futuro da perfumaria, como você vê isso?

O retorno à Grasse é muito importante para mim, pois minha herança familiar está profundamente enraizada na história da cidade, o berço da perfumaria. Meus ancestrais investiram toda a vida na indústria do perfume, crescendo e comercializando ingredientes naturais na área. Por isso, junto com meus colegas, estou comprometido com o projeto de incluir a cidade de Grasse e seu know-how no patrimônio da UNESCO. Hoje em dia, no nosso Centro de Inovação de Ingredientes Naturais em Grasse, pesquisadores e cientistas talentosos compartilham conosco uma paixão comum por produtos naturais, que nos fornecem extrações de última geração para nossa paleta única de ingredientes.

Também na Firmenich, trabalhamos todos os dias para melhor garantir o futuro dos Naturais. Este é o objetivo principal do nosso programa NATURALS TOGETHER. A iniciativa é garantir que a Firmenich não apenas proteja o melhor que a natureza pode oferecer, mas também compartilhe seu know-how para melhorar os meios de subsistência dos agricultores, ao mesmo tempo em que promove a biodiversidade. Temos a sorte de trabalhar com uma infinidade de parceiros que fornecem materiais naturais encantadores de todo o mundo. E através dessas parcerias, somos capazes de gerenciar a cadeia de suprimentos, desde o fornecimento das matérias-primas até a inovação, extração e produção. Nós dominamos 100% dos produtos que estamos usando em nossas fórmulas, e como resultado, temos convicção de termos sempre algo especial para usar em nossos perfumes.

11. Frase ou dica para os profissionais de perfumaria?

A paixão é a coisa mais importante: para manter seu desejo, sua curiosidade e sua percepção para o mundo ao seu redor. Dessa forma, você se matém criativo e continua criando fragrâncias encantadoras.

 

 

Até a próxima!

21 de agosto de 2018

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Olivier Cresp

Mestre perfumista que recebeu o prêmio Lifetime Achievement pela The […]
13 de março de 2018

Diretor Global de Naturais Herve Fretay – Entrevista Exclusiva

A área de Naturais cresce em relevância na indústria e […]
29 de novembro de 2017

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Emilie Coppermann

Mestre Perfumista premiada no Fifi Awards – o Oscar da […]
29 de junho de 2017

Entrevista Exclusiva: Mestre Perfumista Harry Fremont

O que um perfumista que alcança o prêmio Lifetime Achievement da […]